Auditoria Concorrente

Visão geral do Módulo de Auditoria Concorrente

Descrição: O Aplicativo NSA AUDIT foi desenvolvido para realização do Processo de Auditoria Concorrente in loco. O APP pode ser utilizado no modo online e/ou offline, neste segundo caso, a sincronização acontece assim que houver conexão com internet.

Macroprocesso:

  1. Parametrização: etapa do processo referente disponibilização e configuração inicial do módulo de Auditoria Concorrente. Essa etapa é feita pelos usuários de perfil administrador;
  2. Criação de login: etapa de cadastros e definição de regras do auditor. Essa etapa é feita pelos usuários de perfil administrador;
  3. Instalação do APP: etapa do processo que deve ser feita pelos auditores que utilizarão o aplicativo como ferramenta de trabalho para realização das auditorias in loco. O aplicativo está disponível para download nas plataformas IOS ou ANDROID;

Como realizar auditaria concorrente utilizando o aplicativo NSA AUDIT?

Definição: Para iniciar o processo de auditoria de internação é necessário que existam pacientes internados e cadastrados no módulo de censo. A visualização dos internados e das visitas pode estar vinculada a região / grupo de atendimento do auditor.

Veja a seguir as etapas para realização de uma auditoria concorrente in loco utilizando o app NSA AUDIT:

Etapa 1 – Solicitação de login e primeiro acesso

  1. Solicite a criação de uma conta para o administrador;
  2. Efetue login;
  3. Navegue pela interface e descubra as funcionalidades.

 

 

Veja a seguir a apresentação da tela principal e funcionalidades disponíveis:

  1. Menu de configurações: Acesso as funcionalidades de sincronização de dados registrados offline, avaliação do aplicativo e sair (logout);
  2. Filtro de pesquisa: Acesso as opções de pesquisa avançada pelos parâmetros: por contratado, código da carteirinha, guia de internação, nome do beneficiário, prioridade e período;
  3. Indicador de visitas Aguardando: Apresenta o indicador de quantidade de visitas aguardando a realização da auditoria;
  4. Indicador de visitas Andamento: Apresenta o indicador de quantidade de visitas com auditoria em andamento;
  5. Lista de visitas disponíveis para o usuário: Apresenta as visitas disponíveis para o auditor (visualização padrão) ou todas as visitas de todos os auditores (visualização completa);
  6. Seleção de visita: Direciona o usuário para os detalhes da visita, permitindo atribuir, assumir e/ou alterar a visita.
  7. Nome do beneficiário: Apresenta o nome completo do beneficiário;
  8. Código da visita: Apresenta a chave de identificação da visita gerada;
  9. Data de internação: Apresenta a data de internação informada no módulo de censo;
  10. Data limite: Apresenta a data limite para realização da visita;
  11. Localização: Apresenta o nome e código do prestador onde o beneficiário está internado;
  12. Prioridade: Apresenta o nível de prioridade classificado pela operadora;
  13. Status: Apresenta o status atual da auditoria da respectiva visita. As visitas podem assumir os seguintes status:
    • Aguardando – A visita assume o status aguardando logo após ser criada. Neste status a visita pode ser atribuída, assumida ou iniciada por um profissional;
    • Atribuída – A visita assume esse status ao ser assumida ou atribuída por um profissional. Neste status a visita poderá ser iniciada pelo profissional responsável; 
    • Andamento –  A visita assume esse status ao ser iniciada por um profissional. Neste status a visita poderá ser realizada ou cancelada pelo profissional responsável;
    • Realizada – A visita assume esse status ao ser concluída pelo profissional responsável. 
  14. Data início: Apresenta a data e hora de início da auditoria (acionamento do botão INICIAR);
  15. Data fim: Apresenta a data e hora fim da auditoria (acionamento do botão ENCERRAR);
  16. Tipo de auditoria: Apresenta o tipo de auditoria referente a visita (médica, enfermagem e administrativa);
  17. Dashboard: Menu rápido de acesso a tela inicial do aplicativo;
  18. Internações: Menu rápido para pesquisar internados e iniciar uma nova auditoria;
  19. Novo Internado: Menu rápido para cadastrar novo beneficiário internado;

Etapa 2 – Pesquisa de internados 

  1. Na tela inicial do app, no menu de rodapé, clicar em INTERNAÇÕES;
  2. É possível pesquisar o beneficiário utilizando o NOME ou CÓDIGO completo. Nota: O sistema apresenta apenas internações cadastradas pelo censo;
  3. Também é possível pesquisar o prestador desejado para ter acesso à lista de beneficiários internados no local.

Etapa 3 – Criação de visita de auditoria

  1. Pesquisar internados a partir do menu de acesso rápido INTERNAÇÕES;
  2. Na tela de listagem de beneficiários internados, clicar no NOME DO BENEFICIÁRIO para criar uma visita / auditoria. Em seguida clicar em CONTINUAR;
  3. Atestar se foi criada uma auditoria / visita para o beneficiário. Nota: O status inicial da auditoria é AGUARDANDO;

Etapa 4 – Auditoria de internado (preencher formulário)

  1. Na tela inicial (Dashboard), clicar no internado / visita que deseja auditar;
  2. Clicar no botão ASSUMIR para tornar-se responsável pela visita. Nota: ao acionar esta opção o status da auditoria / visita passa a ser ATRIBUÍDO;
  3. Clicar no botão INICIAR para começar a auditoria / visita. Nota: ao acionar esta opção o status da auditoria / visita passa a ser ANDAMENTO;
  4. Realizar a auditoria preenchendo os campos do formulário conforme necessário (Veja as instruções de preenchimento);
  5. Clicar no botão ENCERRAR para gravar as alterações em sistema e finalizar a auditoria da visita. Nota: ao encerrar a visita o status passa a ser FINALIZADO.

Veja a seguir o vídeo demonstrativo dos passos acima:


Outras funcionalidades

AÇÕES

  • Histórico de visitas;
  • Anexos;
  • Encaminhar auditoria;
  • Visualizar atendimento e agenda de visitas;
  • Frequência de visita;
  • Visualizar Guia de Internação;
  • Encerrar auditoria da visita;
  • Registrar alta;
  • Apontar internação para auditoria retrospectiva;

Campos disponíveis para preenchimento:

  • Estado Atual
    • Médico assistente;
    • Peso;
    • Altura;
    • Estado Geral;
    • Histórico;
  • Antibioticoterapia
    • Nome;
    • Tipo;
    • Tempo previsto em dias;
    • justificativa;
    • Data início;
    • Data Fim;
    • Adicionar;
  • Avaliação das condições de mobilidade
    • Tipo;
    • Observação mobilidade;
  • Administração de Dieta
    • Tipo;
    • Avaliação Estado Nutricional;
  • Eliminações Fisiológicas
    • Tipo;
  • Oxigenoterapia
    • Tipo;
    • Quantidade Litros mínima;
    • Data;
  • Traqueostomia
    • Traqueostomia/Intubação;
  • Aspirações
    • Aspirações;
  • Lesão por pressão
    • Tipo;
    • Aspecto;
    • Grau;
    • Membro;
    • Curativo;
    • Descrição;
    • Local do curativo;
    • Material;
    • Localização;
    • Adicionar;
  • Curativos
    • Nome;
    • Descrição
    • Curativo;
    • Data Início;
    • Data Fim;
  • Exames
    • Exames realizados;
    • Data;
    • Adicionar;
  • Médicos Solicitantes 
    • Pesquisa por nome;
  • OPME
    • Tipo;
    • Adicionar;
  • Acomodação
    • Tipo;
    • Número do leito;
    • Data início;
    • Data Fim;
    • Adicionar;
  • Hemoderivados
    • Tipo;
    • Quantidade de frascos;
    • Data;
  • Hemocomponente
    • Tipo;
    • Quantidade de frascos;
  • Parecer
    • Campo de texto;
  • CID
    • Pesquisa CID;
  • Eventos Adversos
    • Tipo;


Auditoria Técnica com workflow

Processo de Auditoria de Contas com Workflow (Unimed Curitiba)

Existem dois formatos de Auditoria Médica / Técnica disponíveis no SAW. Veja a seguir as características de cada formato:

  1. Auditoria por Etapas: neste formato, o fluxo de realização da auditoria pode ocorrer em até 3 etapas (auditoria administrativa, auditoria de enfermagem e auditoria médica), cada um delas pode ser habilitada individualmente, e o avanço para próxima etapa ocorre somente após o encerramento manual da etapa atual;
  2. Auditoria com Workflow: neste formato, o fluxo de realização da auditoria ocorre de acordo com as etapas e regras parametrizadas. Outras características deste formato está na possibilidade de encerramento tanto da auditoria quanto das etapas, de forma manual ou automática;

NOTA: Este FAQ aborda apenas o formato de Auditoria com Workflow.

A seguir, o Macroprocesso de Auditoria de Contas Médicas:

Detalhamento das etapas:

Prestador

  • Envio de faturamento: etapa em que os prestadores da rede credenciada, enviam suas cobranças (faturamento eletrônico) para operadora por WS ou interface web;

Na Operadora

  • Recebimento das contas pela Operadora: etapa em que contas são recebidas e processadas pelo aplicação SCE, neste momento ocorre a validação de regras, a identificação do tipo de conta e verificação de conta total ou parcial, dentre outras validações;
  • Sincronização de contas no sistema de gestão: etapa em que as contas são enviadas e sincronizadas com o sistema de gestão da Operadora, atualizando a situação das auditorias;

No SAW

  • Recebimento de contas no SAW: etapa em que as contas são recebidas do SCE e processadas, provocando a validação de regras e critérios para geração de auditoria, enquadramento nas categorias do workflow ou descarte da conta. As contas classificadas e enquadradas nos critérios definidos pela Operadora, dão origem a uma auditoria de conta;
  • Auditoria Técnica: etapa em que as contas que deram origem a uma auditoria são submetidas ao fluxo de auditoria do workflow, aplicação de glosas automáticas e consenso, de acordo com as regras parametrizadas pela Operadora;
  • Consenso: etapa em que o prestador participa do processo a aceite das glosas aplicadas. Nem todas as glosas estão sujeitas ao consenso do prestador, somente daqueles itens que estão configurados para permitir a aprovação manual do prestador;


Auditoria Técnica convencional

Como criar uma nova auditoria?

Criar nova auditoria

Passo 1) Acessar o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS;

Passo 2) Na tela de auditoria de técnica, acesse a opção “Nova Auditoria Técnica”;

Passo 3) Na tela de cadastro de auditoria técnica, acesse a opção “Pesquisar Lote”;

Passo 4) Na janela de pesquisa de lote de faturamento, informe os filtros de pesquisa (prestador, nº do lote e/ou período) e clique no botão “Pesquisar”;

OBS: Intervalo máximo de pesquisa é de 30 dias.

Passo 5) Selecione o lote de interesse clicando na opção Visualizar guias do lote na coluna ações.

Passo 6) Confirme a inclusão do lote na auditoria, acessando a opção “Incluir Lote em Auditoria” ou, caso tenha interesse acesse a opção  Visualizar guias vinculadas;

Passo 7) Atestar se os dados do lote estão corretos e confirmar a operação clicando no botão “Cadastrar” .

 

Figura 3: Tela de cadastro de auditoria técnica.

Veja a seguir, o detalhamento dos campos numerados da figura acima:

1) Número do lote: apresenta o número do lote (sequencial gerado pelo SAW ou informado manualmente) selecionado para a auditoria;

2) Valor: apresenta o valor do lote, considerando a soma de todas as guias contidas e selecionadas;

3) Data de fechamento

apresenta a data e hora de fechamento do lote.

4) Observação

Campo opcional para preenchimento de informações referente ao lote / auditoria, permite até 3995 caracteres. O conteúdo da observação poderá ser visualizado a qualquer momento a partir do respectivo lote / auditoria.

 

Analisar e glosar contas

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS;

Passo 2) Na tela auditoria técnica, na listagem de auditorias (com status EM AUDITORIA MÉDICA ou EM AUDITORIA ADMINISTRATIVA ou EM AUDITORIA DE ENFERMAGEM) clique no botão  Editar Auditoria Técnica;

Veja a seguir o detalhamento dos campos numerados e das áreas em destaque na figura 5:

1) Situação: filtro de pesquisa que permite localizar as auditorias pelo seus status.

OBS: as auditorias podem estar, dependendo da parametrização, na situação EM AUDITORIA ADMINISTRATIVA, EM AUDITORIA MÉDICA ou EM AUDITORIA DE ENFERMAGEM.

2) Editar auditoria técnica: ação que permite editar a auditoria;

Passo 3) Na tela de edição de auditoria técnica, clique no botão  Auditar na coluna ações, conforme pode ser observado em destaque na imagem 7 a seguir;

Veja a seguir o detalhamento dos campos numerados e das áreas em destaque na figura 6:

1) Ações: área de ações disponíveis para a auditoria;

2) Dados da auditoria técnica: apresenta os dados de identificação e resumo sobre a auditoria técnica;

3) Dados do lote de faturamento: apresenta os dados de identificação e resumo sobre o lote de faturamento;

4) Ações disponíveis na guia / conta: apresenta os ícones de acesso as ações disponíveis para a guia;

5) Legenda situação da auditoria: apresenta ícones que permitem visualizar a situação da auditoria para a respectiva guia, inclusive o nome do auditor responsável;

Passo 4) Na tela de Auditoria Técnica, na seção Guias do Beneficiário, acesse a opção “Guia do Prestador” para expandir o detalhamento da conta (guia) e ter acesso as ações disponíveis para os serviços (itens e procedimentos) contidos na guia;

Veja a seguir o detalhamento dos campos numerados e das áreas em destaque na figura acima:

1) Abas de navegação na conta: permite visualizar o conteúdo da conta / guia de forma segmentada (por tipo de item);

2) Dados conta / lote: apresenta um resumo do lote / conta, contendo os dados de:

  • número do lote;

  • tipo de guia;

  • valor do lote;

  • data de criação do lote;

  • prestador;

  • beneficiário;

  • auditor responsável;

  • regras de auditoria de enfermagem;

  • regras de auditoria médica.

3) Atualizar auditoria (valores): funcionalidade que permite atualizar os valores auditados / glosados; também apresenta mensagem de instrução sobre ao funcionamento do recurso;

4) Agrupamento e status da guia: permite alternar entre o modo expandido / recolhido, apresentando ou ocultando os serviços / procedimentos que compõe a guia; apresenta também ícones com legendas sobre o status da auditoria na respectiva guia;

5) Pesquisa de guia vinculada (guia principal): funcionalidade que permite pesquisar (quando houver) a guia principal que deu origem a respectiva conta;

6) Dados da guia: permite visualizar os dados de identificação e resumo da conta:

  • Código / vínculo com a conta principal;

  • Data e hora da internação (guia principal);

  • Data e hora saída internação (guia principal);

  • Contratado (prestador executante);

  • Rede (tipo de rede de atendimento);

  • Período de faturamento;

  • Tipo de internação (urgência e/ou emergência);

  • Tipo de faturamento;

Tipo de internação:

7) Ações da guia: apresenta o conjunto de ações / funcionalidades disponíveis para a respectiva guia;

  • Abrir guia: permite abrir a guia TISS referente a conta;

  • Guias vinculadas: permite pesquisar e acessar as guias vinculadas, ou seja, as demais contas que compõe a cobrança e/ou a guia principal;

  • Marcar como auditada: permite marcar as guias, consequentemente todos os serviços da mesma, como auditados;

  • Marcar como não auditada: permite marcar as guias, consequentemente todos os serviços da mesma, como não auditados;

  • Excluir glosas da guia: permite remover / excluir todas as glosas da guia;

  • Visitas: permite pesquisar as visitas feitas pelos auditores na fase de auditoria concorrente e visualizar o itens glosados;

  • Glosar guia: permite aplicar uma glosa referente a guia como um todo;

  • Anexo / download arquivo: permite anexar arquivos a guia e definir a permissão (prestador e/ou analista) de visualização para os mesmos;

8) Auditorias realizadas: apresenta ícone com nome, login e tipo do auditor que já realizou a auditoria na guia / item;

Passo 5) Clique no botão Glosar no caso de item ainda não auditado, ou, Alterar Glosa em caso de item já auditados, na coluna ações, conforme pode ser observado na figura 7;

Passo 6) Registre as glosas (definindo ou alterando os valores, quantidades ou porcentagem do serviço);

Veja a seguir o detalhamento dos campos numerados e das áreas em destaque na figura 8:

Ações: apresenta os ícones de acesso as funcionalidades disponíveis para a glosa:

  • Gravar: permite salvar as alterações (glosas) registradas

  • Alterar serviço: permite alterar o serviço apresentado originalmente na conta;

  • Incluir serviço: permite adicionar um novo serviço vinculado ao serviço apresentado originalmente na conta;

  • Cancelar inclusão ou alteração: permite desfazer / remover o item de serviço adicionar ou alterado.

  • Novo valor: permite definir um novo valor unitário para o serviço;

  • Glosa valor unitário: permite aplicar um valor de glosa unitário, ou seja, definir um novo valor unitário para o item cobrado;

Glosa quantidade: permite aplicar uma glosa na quantidade total de serviços cobrados.

OBS 1: o sistema permite a aplicação de glosas de forma combinada, ou seja, é possível glosar o valor unitário ao mesmo tempo que é aplicado uma glosa da quantidade cobrada. Ao aplicar a glosa os valores são automaticamente recalculados, porém para efetivar sua aplicação, necessário acesse a ação GRAVAR.

OBS 2: existem outros tipos de glosa, como por exemplo:

glosa de honorário, neste caso o tipo da glosa deve ser selecionado dentre uma lista de opções, conforme exemplo apresentado na imagem a seguir; ou

glosa por percentual, neste caso a glosa pode ser aplicada por percentual, conforme exemplo apresentado na imagem a seguir:

Passo 7) Ainda na tela de registro da glosa, clique na ação ;

Passo 8) De volta a tela de auditoria, na seção dados da conta, clique na opção para atualizar os dados da conta;

Marcar a guia como auditada

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, clique no botão Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Na tela de edição de auditoria técnica, clique no botão Auditar na coluna ações.

Passo 4) Clique na guia do prestador.

Passo 5) Clique no botão  Glosar na coluna ações

Passo 6) Clique na opção “Marcar como auditada” a aba Conta geral, caso a auditoria não tenha pendências.

Marcar todas as guias como auditadas

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica Clique no botão  Editar Auditoria Técnica;

Passo 3) Clique na opção “Marcar todas as guias auditadas”;

Passo 4) Clique no botão “OK”  na tela superior do navegador para confirmar a operação.

Consultar lotes por beneficiário

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS;

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, clique na opção ;

Passo 3) Clique no botão  Auditar na coluna ações;

Passo 4) Clique na guia do prestador.

Trocar mensagem (Auditor x Prestador)

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, clique no botão Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Clique na opção

Passo 4) Clique na opção

Passo 5) Preencha a mensagem.

Passo 6) Clique no botão

Visualizar histórico de auditoria

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, clique no botão” Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Clique no botão”Visualizar Histórico.

Excluir auditoria técnica

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, Clique no botão “Excluir Auditoria Técnica.

Consultar lotes editados

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela auditoria técnica, clique na opção” ”.

Gerar folha de rosto

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, clique no botão”Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Clique no botão “ Gerar folha de rosto.

Download XML prestador

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela de auditoria técnica, clique no botão “ Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Clique na opção “”.

Alterar glosa

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela auditoria técnica, clique no botão ” Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Na tela edição de auditoria técnica, clique no botão”Auditar na coluna ações.

Passo 4) Clique na opção “”.

Passo 5) Clique no botão “  Alterar Glosa.

Remover glosa

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela auditoria técnica, clique no botão ”  Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Na tela edição de auditoria técnica, clique no botão”Auditar na coluna ações.

Passo 4) Clique na opção “”.

Passo 5) Clique no botão “Remover Glosa.

Alterar excluir mensagem/item

Passo 1) Acesse o menu AUDITAR → CONTAS MÉDICAS.

Passo 2) Na tela auditoria técnica, clique no botão ”Editar Auditoria Técnica.

Passo 3) Na tela auditoria técnica, clique no botão” ” Auditar na coluna ações.

Passo 4) Clique na opção “ ”.

Passo 5) Clique no botão “Visualizar Histórico do Item.

Quais os status dos lotes e auditorias?

Status de auditorias

Status Descrição
Em auditoria administrativa

Significa que a conta / auditoria está na fase 1 – auditoria administrativa. Esse status só ocorre, caso respectivo local de atendimento esteja configurado para obrigar a execução de auditoria administrativa nas suas contas.

Em auditoria de enfermagem

Significa que a conta / auditoria está na fase 2 – auditoria de enfermagem. Esse status só ocorre, caso respectivo local de atendimento esteja configurado para obrigar a execução de auditoria de enfermagem nas suas contas.

Em auditoria médica

Significa que a conta / auditoria está na fase 3 – auditoria médica. Esse status só ocorre, caso respectivo local de atendimento esteja configurado para obrigar a execução de auditoria médica nas suas contas.

Pendente de aprovação guia

Significa que a auditoria (de qualquer fase) foi encerrada pelo auditor, e ainda não foi confirmada pelo prestador.

Aguardando resposta de contestação

Significa que a auditoria (de qualquer fase) foi encerrada pelo auditor, com contestação, e ainda não foi respondida (glosas acatadas ou rejeitas) pelo prestador.

 

Status das contas / guias em auditoria

Status Descrição

Em auditoria

a guia ainda não foi auditada

Encerrada

a auditoria da guia foi concluída (marcada como auditoria concluída).

Removida

a guia foi removida do lote / auditoria.

Pendente

a auditoria da guia foi iniciada mas não foi marcada como concluída.

Aguardando resposta de contestação Médica

a auditoria da guia foi concluída com contestação e ainda foi respondida (contestação acatada ou rejeitada) pelo prestador.

Como cadastrar o relatório de intercâmbio?

Notas:

  • O relatório de intercâmbio é uma funcionalidade criada para facilitar a geração dos indicadores de auditoria técnica de contas referente aos atendimentos de intercâmbio;
  • O preenchimento/complemento do relatório de intercâmbio é condicional para encerrar a auditoria da conta (guia);
  • O preenchimento do relatório de intercâmbio pode ser feito pelos auditores médico e/ou enfermeiros, contudo, o encerramento da auditoria só pode ser feito pelo auditor médico, vinculando automaticamente o carimbo e assinatura previamente cadastrados;
  • A obrigatoriedade do preenchimento do relatório de intercâmbio é definida por parâmetro pelo administrador do sistema;
  • A edição e alteração pode acontecer durante todo o processo de auditoria, uma vez encerrada a auditoria não é mais possível alterar;

Veja a seguir a visão de processo:

Veja a seguir o passo a passo para geração do relatório de intercâmbio:

Passo 1. Acessar o menu AUDITARCONTAS MÉDICAS;

Passo 2. Na listagem de auditorias clicar na ação EDITAR CONTAS MÉDICAS;

Passo 3. Na tela de EDIÇÃO DE CONTAS MÉDICAS clicar na ação RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO;

Passo 4. Complementar o preenchimento do relatório de intercâmbio e clicar em GRAVAR, conforme pode ser observado na imagem a seguir.

Relatório de intercâmbio – Tela de preenchimento/alteração de relatório.

Descrição dos campos:

Ações:

  • Gravar: Permite o usuário gravar o relatório de intercâmbio;
  • Guia Resumo: Permite o usuário acessar a guia de resumo de Internação vinculada ao relatório de intercâmbio;
  • Alterar: Permite o usuário confirmar as alterações feitas no relatório de intercâmbio;
  • Imprimir: Permite o usuário Imprimir o relatório de Intercambio;
  • Recarregar: Permite o usuário recarregar a pagina.

1 – Conta Parcial: Preenchido automaticamente com as informações da conta;

2 – Fatura: Preenchimento automático, caso a cobrança tenha sido realizada pelo modulo de faturas;

3 – Período: Preenchido automaticamente com a informação do período da conta;

4 – Lote: Preenchido automaticamente com as informações da guia de cobrança;

5 – Prestador: Preenchido automaticamente com as informações do prestador da conta;

6 – Tratamento: Preenchido automaticamente com as informações da autorização do campo “Tipo de Internação”, deverá retornar se for “Clínica”, “Cirúrgica”, “Obstétrica”, “Pediátrica” ou “Psiquiátrica”.

7 – Cid-10 Primários e Secundários: Preenchido automaticamente com as informações dos Cids, cobrados na conta;

8 – Internação: Preenchimento automático, informa o tipo de internação (eletivo ou urgência/emergência).

9 – Confirmado: Campo de preenchimento automático, conforme regras da operadora, apresenta as opções a serem selecionadas, “Anátomo Patológico”, “Exames Complementares” e/ou “Dados Clínicos/Exame Físico”;

10 – Nome paciente: Campo preenchido automaticamente com as informações do cadastro do beneficiário;

11 – Nr G.I.H.: Campo de preenchimento automático com as informações da conta;

12 – Código do Beneficiário: Campo preenchido automaticamente com as informações do cadastro do beneficiário;

13 – Idade: Campo preenchido automaticamente com as informações do cadastro do beneficiário;

14 – Sexo: Campo preenchido automaticamente com as informações do cadastro do beneficiário.

15 – Data/Hora da Internação: Campo de preenchimento automático e obrigatório, caso tenha a informação do comunicado de Internação e Alta no SAW, caso não tenha, será apresentado em branco permitindo a alteração;

16 – Data/Hora da Alta: Campo de preenchimento automático e obrigatório que trás a informação do Comunicado de Internação e Alta do SAW, se houver. Caso não tenha a informação, o campo vem em branco e permite alteração;

17 – Códigos de procedimentos terapêuticos ou cirúrgicos autorizados: Campo preenchido automaticamente, com os códigos dos procedimentos da aba de honorários, se não houver dados permite alteração;

18 – Descrições procedimentos: Campo preenchido automaticamente, com a descrições dos procedimentos da aba de honorários, se não houver dados permite alteração;

19 – Datas das realizações: Campo com a informação da cobrança, caso o procedimento seja informado automaticamente. Caso não tenha a informação o campo permite alteração.

20 – Procedimento principal realizado foi o autorizado?: Campo de preenchimento automaticamente com os procedimentos do “Grupo Estatístico” HNN ou HON de maior valor calculado, com a opção “SIM” selecionada. Caso não tenha um procedimento nestas condições o sistema deverá retornar esse campo com a funcionalidade “NÃO” habilitada e permite alteração; 

21 – Houve mudança de procedimento durante o atendimento?: Campo preenchido por padrão como “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração;

22 – Quimioterápico foi liberado diferente do utilizado?: Campo  preenchido por padrão com “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração;

23 – Alterações de tratamento cirúrgico por adição de procedimento?: Campo preenchido por padrão como “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração;

24 – Alterações de tratamento cirúrgico por exclusão de procedimento?: Campo preenchido por padrão como “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração;

25 – Alterações de tratamento cirúrgico por modificação de técnica?: Campo preenchido por padrão como “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração;

26 – Alterações de tratamento cirúrgico por adição de OPME?: Campo preenchido por padrão como “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração;

27 – Alterações de tratamento cirúrgico por exclusão de OPME?: Campo preenchido por padrão como “NÃO”. Caso selecionada a funcionalidade “SIM” é obrigatório o preenchimento da Descrição/Justificativa e da Data/Tempo Cirúrgico e permite alteração.

28 – Indicação de Internação: Campo de preenchimento automático, deverá apresentar a informação do campo CID-10 principal e descrição, é permitido alteração;

29 – Evolução Clínica: Campo de preenchimento automático e obrigatório, deverá apresentar as informações do campo “Indicação Clínica” da autorização, é permitido alteração e a possibilidade de inclusão;

Justificativa para utilização de leito de alto custo, UTI, isolamento, longa permanência: Campo de preenchimento automático e obrigatório, deverá apresentar:

30 – Códigos: Campo destinado à códigos de diária(s);

31 – Descrição: Campo de descrição do tipo de diária utilizado;

32 – Período: Campo do período de utilização da(s) diária(s);

33 – Justificativa: Campo de justificativa do tipo de diária;

34 – Histórico e Resumo Clínico: Campo obrigatório, destina-se a descrever informações clínicas do beneficiário;

35 – Não se aplica:  Selecione esta opção para informar que o campo correspondente não se aplica ao relatório.

36 – Antibióticos (avaliação CCIH?): Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

37 – Antifúngicos (avaliação CCIH?): Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

38 – Imunobiológicos: Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

39 – Sangue e derivados: Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

40 – OPME (correlacionar com procedimentos): Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

41 – Nutrição (correlacionar com procedimentos): Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

42 – Terapia renal substitutiva: Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

43 – Curativos especiais (descrição das lesões): Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

44 – Gasoterapia: Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

45 – Anatomopatológico: Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

46 – O2 hiperbárico: Campo de preenchimento manual, para o preenchimento automático a operadora deverá solicitar para a equipe de conectividade(através do Suporte da Trix Tecnologia) a integração com o sistema de gestão da operadora;

47 – Ações de auditorias já executadas: Mensagem Padrão, “Cobrança com adequação”. Campo disponível para edição;